NOVIDADES DO MERCADO

Usiminas decidirá sobre Cubatão, nova linha de galvanização e alto forno 3 em 2019

A Usiminas deve deixar para 2019 a tomada de importantes decisões estratégicas para o futuro da companhia, afirmou nesta sexta-feira o presidente-executivo da maior produtora de aços planos do país, Sergio Leite.

A pauta estratégica da Usiminas inclui a reforma do alto forno 3, da usina em Ipatinga (MG), que precisa ocorrer até 2021; a reativação da produção de aço bruto em Cubatão (SP) e instalação de uma nova linha de galvanização na usina mineira.

“Não teremos decisões a curto prazo. Qualquer decisão vai ser tomada só em 2019, mais até, no segundo semestre de 2019”, disse o executivo durante teleconferência com analistas.

A Usiminas divulgou mais cedo o melhor resultado trimestral desde o terceiro trimestre de 2010, com alta de 55 por cento no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), para 703 milhões de reais.

A empresa ainda não definiu montante de investimentos para 2019, mas em 2018 o orçamento é de 450 milhões de reais, abaixo do considerado “normal” pela empresa, de 500 milhões a 600 milhões de reais por ano.

O vice-presidente comercial da Usiminas, Miguel Homes, afirmou que a companhia deve manter seus preços de aço no Brasil no quarto trimestre e que já iniciou negociações com montadoras de veículos sobre reajustes de contratos válidos a partir do início de 2019.

Segundo Homes, o reajuste pretendido pela Usiminas para as montadoras está num patamar acima dos cerca de 20 por cento de aumento promovido pela companhia junto a clientes da distribuição de aço entre o final de 2017 e setembro.



Fonte: Reuters



 


 
Ciatel Indústria de Telhas Ltda - Todos os direitos Reservados. (32) 3531-6868 / 3539-3300
Melhor visualizado em 1024 x 768px - I.E. 7.0 ou superior - Instale agora mesmo! clique aqui.
GW soluções 32 8816-3797